Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

12 Desafios para 2018 - Janeiro

20862466_Khpfp.jpeg

 

(Também roubei à Fátima

Este ano eu não ia fazer lista de resoluções. Mas a  Fátima e o Triptofano  arrastaram-me e cá estou. Não faço ideia do balanço que terei, só de seguida vou ver o que realizei e o que ainda está no bolso. Então vamos lá ver se fui activa

1. Perder peso. Nada. Fiz alguma dieta, pouco convincente e só perdi 1 kg. Desilusão!

2. E na sequência do primeiro, tenho de me começar a mexer mais. Igual...   

3. Continuar o meu caminho para o vegetarianismo. O meu primeiro sorriso. Só comi peixe e legumes. Yeahhh

4. Continuar os meus hábitos de leitura. Estou no meu segundo livro, portanto sim, consegui!

5. Aderir ao desafio Uma Foto por Dia, que publicarei à segunda-feira. Tenho publicado ao domingo, mas sim, um grande YES!

6. Retomar uma poupança. Este mês coloquei 10% do meu vencimento de lado. Foi complicado, mas consegui chegar ao final do mês sem lhe mexer...

7. Gostava de fazer um workshop de fotografia - nada

8. Fazer algumas remodelações em casa. Fiz parte delas no fim de semana passado. Em remodelação...

9. Tomar uma decisão quanto às férias. Ainda não falei com a chefia, mas vou propor mais 15 dias de férias não-remuneradas.  

10. Depois de ter decidido em 2017 não voltar a pintar mais o cabelo, fiz umas madeixas clarinhas. O cabelo está a crescer. tenho 2 cm de raízes. ainda é cedo para avaliar.

11. Investigar mais e decidir, se vou abandonar ou não, a ração para os meus gatos e dedicar-me a fazer-lhes comida caseira e mais saudável - o meu gato aderiu bem. A gata nem lhe toca. Portanto a repensar.

12. será 2018 o ano em que vou conhecer um homem honesto, generoso, culto e com humor e que não me cobre as viagens que faço? Que saiba viver com o facto de eu querer conciliar ambos os lados da minha vida? Náaa, este homem ainda está por aí à deriva à procura da sua cara-metade! 

 

Et voilá! Afinal não está tão mau como isso. Fifty-fifty 

12 comentários

Comentar post