Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Destaque III do Sapinho

Sem Título.png

 É muito bom ser destacado na coluna dos blogues, não porque isso seja imperativo para a continuação do blogue, mas porque deduzo que toda a gente fique satisfeita quando descobrimos que estamos ...

 

Na prática, e sendo eu novata nestas paragens, é uma forma excelente de sermos lidos por mais gente e depois, eventualmente alguns ficarem como assíduos. Não podemos tocar toda a gente, isso é uma verdade que aprendemos cedo, não é? Mas se tocarmos alguns, como alguns nos tocam a nós, já o dia fica mais sorridente 

 

 

 

Ainda a propósito....

IMG-20170127-WA0001.jpg

 

 

Ainda a propósito do post anterior, eu e a minha amiga decidimos que este tempo se aproxima, e portanto vamos fazer t-shirts destas.... 

 

Assim, daqui a 15 dias estaremos num evento com duração de uma semana, com uma terceira amiga e vamos estrear as nossas camisolas azuis para combinar com a farda:

 

 2 exemplares:
- Se eu me perder, devolvam-me à Rita

 

1 exemplar:

- Eu sou a Rita

 

 

Há lá maior prova de amor?

Não faço ideia porque me fui lembrar disto hoje, mas cá vai...

 

Quando eu ainda era filha única e portanto filhinha do papá, houve um acontecimento no Natal desse ano que ficou para sempre na História da nossa família.

 

Estava a minha mãe a amassar a farinha para fazer filhoses e para que eu ficasse quietinha, deu-me um pedacito de massa para eu ir amassando e estar assim entretida. Ela esteve a tarde toda a amassar e estender filhoses, e eu sempre com o mesmo bocadinho de massa, que estendia e voltava a enrolar, emitando os gestos e a precisão da minha mãe.

 

Escusado será dizer que interrompi algumas vezes a operação culinária para ir tratar de outros afazeres e quando voltava, recomeçava onde tinha parado, na massa que, por essas alturas, já estava assim a modos que cinzenta escura... (conseguem imaginar, não conseguem?)

 

No final da noite, quando a minha mãe fritava as últimas filhoses, eu terminei a minha e insisti para que ela a fritasse também. Acedeu depois de uma birra da minha parte e do meu pai interceder por mim "deixa lá a cegonhinha fritar a filhós dela!". (o meu pai tratou-me por cegonha até muito tarde )

 

A minha mãe fritou-a, eu cheia de orgulho, salpiquei-a de açúcar.

 

E o meu pai, em prova de amor desmesurada, comeu-a!!  

 

Lanche no escritório

No escritório temos o hábito de, sempre que cozinhamos qualquer coisa mais fora do normal em casa, trazemos um pedacito para os colegas. Convém referir que somos apenas 3 aqui...

 

Hoje a minha colega trouxe bolo que a sogra fez mas ambas recusámos e apenas o nosso colega provou e se deliciou com a iguaria. Isto porque nós as duas passamos a vida em dieta... Ainda para mais hoje fui ao médico e vim com uma nova tatuagem na testa: 1 comprimido por dia (entrei oficialmente numa precoce 3ª idade

 

Então, quando recusei provar o bolo TÃOOO maravilhoso, o meu colega diz-me em tom jocoso:

- Não vais provar?? Quando levares com uma pazada de terra em cima, depois arrependes-te!

 

Não é animador? Aqui gostamos muito uns dos outros, mas tratamo-nos assim, com excesso de confiança e com o carinho a roçar o sarcasmo!

 

 

Início de Alzheimer

 

Na altura do natal, ofereci um livro a uma amiga/mana que gosta muito de ler e que adora os livros do Nicholas Sparks.

 

Todos os anos lhe ofereço um livro seja desse autor, seja outro. Este ano vi este novo livro como novidade de lançamento e resolvi comprar. Embrulhei, e ofereci. Ela só na Sexta feira me disse que...

 

À esquerda o livro que lhe ofereci no natal 2015!

À direita o livro que lhe ofereci no natal 2016!

 

E como podem comprovar, foram ambos "novidade" em 2015 e 2016!!

 

O melhor é que como normalmente compro sempre um para mim também, entre nós as duas, temos... 4 livros!!!

  

IMG-20170127-WA0002.jpg

Ri tanto no Alfa, que quase toda a gente se voltou para ver quem estava sentada no lugar 12 

 

 

 

Final de janeiro, como estamos de resoluções?

Apesar de não as ter chamado de resoluções, deixei neste post uma linha orientadora para 2017. Pouca coisa, para não gorar as expectativas nem chegar desiludida a meio do ano.

 

Vamos fazer um balanço? Bora!

 

De Yoga e guitarra, nicles. Ainda fiz contactos para um/a professor/a particular de guitarra porque tenho que os horários da escola são demasiado rígidos e gosto de poder conciliar com as outras coisas que faço. Vou ter de procurar mais e melhor! De Yoga, nem mexi uma perninha  mas imprimi da net um conjunto de exercícios para principiantes para fazer em casa. Conta

 

Viajar, sim, sempre. Dentro e fora. Ainda só passei um fim de semana em casa portanto, check!

 

Tenho cozinhado vegetariano e inclusivamente introduzi uma amiga que não é vegetariana, a fazer alguns dos pratos que faço. Double check!

 

Tenho a dizer que quanto ao quinto ponto, nestes 28 dias, apenas num em que fui ao domingo almoçar a casa dos meus pais me esqueci de colocar base. Aliás nesse dia nem creme, só não esqueci de lavar a cara! 1 em 28 não é mau, pois não? Check!

 

Portanto, não me tenho saído mal... Bem sei, quando a fasquia é baixa, qualquer pessoa consegue... Mas e quando a fasquia é demasiado a alta?  Estima em baixo, né? Portanto mais vale escolher coisas tangíveis do que sonhar com unicórnios 

 

(post agendado)

 

 

Rumo ao Norte...

Para mais um fim de semana.

Vou de Alfa, porque já me canso conduzir. Adoro conduzir, mas fazê-lo com este tempo traz-me algum desconforto. Por outro lado, ter o carro connosco dá-nos uma liberdade que não tem preço, sem a tirania de estarmos sujeitos a horários....

 

Mas tudo tem um preço, não é?

 

Acho que já não estará tão frio como há 15 dias, pois quando saí do carro, e apesar de ir com um béret (boina francesa), achei que o osso da testa ia congelar ali mesmo...

 

Divirtam-se, que eu tenciono fazer o mesmo!!

 

Quem nunca...? #6

IMG_20170127_104056.jpg

 

Depois de tocar numa tecla, ficou com o monitor ao contrário?

Já me tinha acontecido no escritório, mas esta foi mesmo o meu gatinho, a tentar passar ao lado do computador, sem cair da mesa.

 

Trago o pc para o escritório e peço ajuda à informática. E como se faz para voltar ao normal? 3 teclas: ctrl+alt+seta para cima.

 

Agora expliquem-me como é que o gatinho conseguiu carregar em três (TRÊS!!) teclas ao mesmo tempo?!

 

Pág. 1/8