Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

8 março é um tributo

É uma homenagem, uma recordação de que a vida não foi sempre como a conhecemos hoje. Há 40 anos, a legislação não autorizava que a mulher tivesse um papel determinante na sociedade e na família. Há quase 50, a mulher não podia herdar porque supostamente não sabia gerir... E numa das vertentes da minha vida, onde hoje a mulher já é comummente aceite, a mulher nem podia participar porque os regulamentos nem permitiam mulheres.

 

Por isso eu não festejo o dia da Mulher. Ou pelo menos este Dia das Mulheres, que foi transformado por uma maioria de mulheres e homens que não fazem ideia do que está por detrás de todas as liberdades e direitos que existem hoje. O nosso papel é por demais importante para que o dia tenha ficado reduzido a flores, perfume e lingerie. A jantares e sessões de strip. Digo não a esse tipo de redução.

O 8 de março é uma data que tem de ser lembrada, pela luta importante que certas mulheres tiveram no passado e que muitas continuam a ter hoje em dia, isoladamente nas suas terras, nos seus empregos, nas suas relações. É um tributo, não uma festa.

 

Cada uma de nós tem essa responsabilidade perante as primeiras mulheres que lutaram por direitos, assim como temos responsabilidade perante aqueles que lutaram pela liberdade de expressão e por tudo o que se conquistou desde 1974. De certa forma essas datas não são indissociáveis. 

Ridicularizar isso é desviar as atenções de uma data importante. Ridicularizar isso é não fazer a sua parte para que no futuro essas meninas e futuras mulheres possam dizer que há 20 anos as coisas eram diferentes.

 

E nós queremos que as nossas filhas, sobrinhas e netas digam um dia que também a mãe, a tia e a avó tiveram um papel  na melhoria das condições da Mulher. Isso não se consegue com festas, mas com posições, bons desempenhos, aumento de credibilidade, não aceitar determinadas coisas (estou a lembrar-me de violência no namoro??!!??). Muito desses valores resultam da educação que recebemos, da educação que vamos recebendo ao longo da vida e da educação que damos aos nossos filhos e filhas.

 

Que todas contribuamos para um melhor Dia da Mulher!