Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

A saúde em Portugal

Uns dias antes de sair de Portugal, soube que o DN publicou um Perfil de Saúde da União Europeia onde os dados nomedamente em Portugal, ainda que não sejam desconhecidos, não são animadores para nós.

 

Que nós já sabíamos que a saúde em Portugal não é igual para todos, sim.

Que nós já sabíamos que a condição económica condiciona a saúde de cada um, sim.

Que nós já sabíamos que a esperança de vida aumentou, sim.

Uma em cada 3 pessoas com dificuldades financeiras é um hipertenso não tratado (o acesso a cuidados de saúde e medicação). Em pessoas com posses, o número desce de uma em cada 10. Isto também já sabíamos, se bem que ganha uma outra preponderância ao estar ali, preto no branco!

 

Agora o que nós não sabíamos é que embora tenhamos a mesma esperança média de vida do Norte da Europa, temos menos 15 anos de esperança média de vida com saúde. Ou seja, basicamente quando as pessoas se reformam, a qualidade de vida é baixa. E isto entristece-me, saber que vivo num país que não cuida dos seus. 

 

Mas este pensar pequenino, em que se poupa na saúde - deram-se conta que há um par de meses (em 2017!!!) foram aprovados os protocolos para todos os centros de saúde terem um - (um??) dentista? -, vai-se reflectir nos gastos que o estado terá mais tarde com os idosos.

Queremos idosos como os nórdicos, que passeiam, se mexem e vivem com boa qualidade de vida? Ou queremos idosos envelhecidos como os que enchem todos os dias, todos os nossos centros de saúde?