Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Anónima

Nesta viagem à Suécia, apercebi-me já depois de lá estar, de um pormenor que me deixou atónita e que se voltou a repetir ontem quando regressei.

Fiz sempre check-in online, tanto na viagem para lá como no regresso. Poupa-se imenso tempo e se não formos com malas de porão, mais se justifica. Neste voo, como tinha uma ligação muito curta (35 minutos) em Amsterdão e tinha receio de que a mala, se fosse no porão, não passasse de um avião para outro, levei uma mala pequena. No regresso esse pormenor não me incomoda tanto porque temos roupa e afins em casa, mas numa ida, é muito incomodativo não ter mala nos primeiros dias. Trust me!

 

E como estava a referir, tenho a informar que fui de Lisboa a Amsterdão, depois para Gotemburgo e vice-versa, e sabem quando foi a última vez que usei o meu cartão de cidadão?

A semana passada quando fui aos correios da minha terra levantar uma encomenda. É isso mesmo:

Fui e voltei sem nunca ter mostrado a minha identificação

 

É verdade, fiquei abismada com a situação e prováveis situações maléficas que podem ocorrer por essa Europa fora, porque fui e voltei e o único registo que houve meu, foram os dados que introduzi quando comprei o bilhete, e esses eu poderia facilmente tê-los alterado. Ou outra pessoa ter ido no meu lugar. Não sei, foi uma situação muito estranha. Pode ter sido um somatório de pequenas falhas? Mas não deveria poder acontecer, certo?

 

12 comentários

Comentar post