Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Casamento

Vai hoje a votos a lei em vigor desde 1967 em que casar após um divórcio, só poderia acontecer passados 180 dias para os homens e  300 para as mulheres.

A nova proposta é que seja de 30 dias, o que apesar de achar pouco, é como se costuma dizer, cada qual sabe da sua vida e deve poder fazer o que entende...

 

Caso não saibam, aqueles 300 dias que traduzidos em meses são 20 meses, estavam relacionados com a questão da mulher sair de um casamento grávida e portanto o tal prazo salvaguardaria a criança. Eu sei o que já estão a pensar: mas mesmo deixando passar aqueles 10 meses, o bebé podia não ser filho do ex-marido. Pois não, mas qualquer criança nascida sob um casamento era filho do marido, quer fosse, quer não. 

 

O que nos dias de hoje já não faz sentido, já que com os testes de ADN, facilmente se chega à conclusão acerca de quem é o pai. 

Portanto sim, vamos lá mudar essa lei!

 

4 comentários

Comentar post