Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

E quando se infrige o Código?

No fim de semana passado foi o dia da mudança do meu filho e da namorada para a casa nova.

Levei algumas coisas aqui do Algarve, como um colchão de casal, o plasma que estava de lado, e mais umas coisas que duplicavam cá por casa.

Do lado da namorada do filhote, também houve familiares a dar objectos. Um foi o sofá-cama para a nova salinha deles. Havia um problema - como o levar para a nova casa. Chegámos à conclusão que o meu carro tinha uma bagageira maior, portanto lá fomos. Até porque a distância eram 5 km...

Entre os dois carros, foram mesinhas, candeeiros, etc. Chegou a vez do sofá. De metal. Indesmanchável! Que sim, cabe! Que não, não cabe!

 

Tentativa por um lado, tentativa por outro e foi a namorada que se lembrou: e voltando ao contrário? Upss, ainda ninguém tinha pensado nisso... Tentámos e coube. Mas ficava um pedaço de fora. 

O meu filhote, muito prático, colocou-se debaixo do sofá e disse que o agarrava viagem fora. Afinal eram só 5km...

IMG_20170902_191730.jpg

- Mas para sair daqui, temos de passar pela PSP.

- A sério??? Não há outro caminho? Nem fazendo mais quilómetros?? 

Ahhhh, boa! Bora lá por aí então. E lá fomos a caminho. Porta-bagagem aberto, sem o filhote por baixo, porque quando metemos o colchão do sofá por cima, ficou a prender bem o sofá.

 

Lá fomos, devagar, com o outro carro atrás. Saímos da localidade e chegamos a uma rotunda gigante. Daquelas que não se vê o que há do outro lado. 

E do outro lado o que havia, parado quase à saída da rotunda? A carrinha da GNR  

Quando estou a fazer os metros finais da rotunda, do lado de dentro porque não saí na primeira saída, reparo numa carrinha branca a acelerar do meu lado direito. Acelero também. Se eu me colocar ao lado da carrinha, a GNR nem me vê!  Passo frente à GNR, tapada pela carrinha branca. Yuppi!!!

 

Mas o condutor da carrinha depois estragou tudo. Porque em vez de sair da rotunda pela faixa da direita, vem para cima de mim e sai pela faixa da esquerda. E eu tive de travar a fundo para deixar a carrinha passar. Sim. Travar mesmo em frente aos agentes! 

Segui atrás da carrinha, a perguntar ao filhote: eles vêm aí? Consegues ver se estão a entrar no carro? Espreita lá outra vez a ver se vêm aí!

Nada.

E eu: se calhar vão enviar a multa para casa...

- Oh mãe, como é que vão enviar a multa para casa, se tens a matrícula lá em cima, na porta da bagageira?!?

Ah... pois é.... e foi risota até estacionar à porta da casa nova. 

18 comentários

Comentar post