Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Estou fanhosa

Sexta à noite preparei uns quantos posts.

Antevia um fim de semana difícil, já que espreitavam à esquina os primeiros vestígios de uma gripe.

Fiquei em casa na sexta à noite, pensando que se no dia seguinte não estivesse muito mal, me lançaria à sala e a começava a pintar. Comprei tintas, pedi ao filhote que me trouxesse um móvel de Lisboa, mas no sábado quando me levantei, não tinha energia nenhuma. Fui trabalhar de manhã porque tinha prometido ao meu colega que lhe fazia as horas que lhe devia, terminei ao meio dia e voltei para o meu ninho.

Fiquei a hibernar todo o dia.

No domingo quando acordei, o meu filho já estava em casa, chegado a meio da noite.

Com alguma determinação, vesti um fato de treino velho e nos apetrechos necessários e comecei a pintar. Terminei quando o miúdo se levantou. Enquanto eu limpava o chão e arrumava o espaço, ele começou a carregar as peças do móvel. Montamos a estrutura, sempre comigo a pingar terrivelmente do nariz.

Almoçamos na casa dos meus pais, voltámos e decidimos que eu não estava em condições de ir ao cinema, iria incomodar toda a assistência!

 

Voltámos para casa e começámos a montar as gavetas e prateleiras. Passámos fios para ligar televisão e box, limpei, arrumei e finalmente descansei no sofá.

 

A casa está perfeita, mas o cansaço acumulado e a fanhosice interferem no meu dia que hoje já é de trabalho. 

Detesto gotas do nariz, mas penso que passará por aqui a solução ao meu estado.

 

Portanto, a semana começa a meio-gás 

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/2