Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Eu também fui filhota

Sempre fui muito irrequieta e muito traquinas. Com boas intenções, mas traquinas.

 

Quando vivia em França, no meu bairro havia uma mercearia. E o meu pai, como filha mais velha, era a mim que pedia para ir comprar pão. Comprar pão em França significa comprar baguette. E traz-se na mão, quanto muito com um papel à volta na zona onde se agarra. Eu dispensava o papel. Até porque tinha outros planos...

 

E lá vinha eu a saltitar e a cantarolar de volta para casa.

Sempre gostei de miolo. O meu pai sempre gostou da côdea.

E portanto eu, que era filhinha do papá, achava que o estava a mimar. 

 

Pelo caminho eu comia o miolo todo e como? abria uma das pontas da baguette e ia retirando e comendo o miolo, à medida que ia "escavando" a baguette. O braço era fininho e entrava bem baguette dentro...

E chegava a casa, invariavelmente de braço enfiado dentro da baguette, como se fosse uma tala.

4213_baguette_schmuck.png

Só o meu pai achava piada...  

 

6 comentários

Comentar post