Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Livro Secreto- Round VII

20409150_lrE6C.jpeg

 Não foi um livro fácil de ler.

Comecei com muitas dúvidas, com um tema que me era pouco familiar. Custei a entrar na história, mas à medida que acumulava páginas, apercebi-me que mais do que o conflito entre palestinianos e israelitas, este livro era sobre a resistência e o sofrimento dos que vivem naqueles locais, a humilhação constante e o desejo de mesmo nada tendo, ajudar todos os que se encontram na posição de fugitivos e sobreviventes.

 

Vemos todo este desespero pelos olhos e acções de Falastin, uma irmã e filha que combate todas as imagens que temos das mulheres palestinianas. De muita força e com muita poesia, acabei por me envolver com as descrições e as alegorias.

 

 "Um ligeiro ruído nas suas costas fá-la reter o fôlego. Não é que se sinta apreensiva, o medo não a atinge; mas a tristeza invade-a, semelhante a um desejo de destruição, a um gosto brusco pela queda, sempre que sujeita a qualquer ameaça, física ou moral. Apesar disso, recompõe-se e demonstra indiferença. Nada se pode contra o verdadeiro desprendimento."

 

"Se não trato de mim, quem o fará? - prosseguia o jovem mendigo - E se trato apenas de mim, quem sou eu?"

 

Livro enviado por mim: "Ferrugem americana" de Philipp Meyer

*************************************************************************

Fevereiro 2017 - "Às terças com Morrie" de Mitch Albom

Março 2017 - "Obrigada pelas Recordações" de Cecelia Ahern.

Abril 2017 - "O Velho e o Mar" de Ernest Hemingway

Maio 2017 - "O ladrão de sombras" de Marc Levy

Junho 2017 - "O Talentoso Mr. Ripley" de Patricia Highsmith

Julho 2017 - "Os Olhos de Ana Marta" de Alice Vieira

Setembro 2017 - Palestina de Hubert Haddad

7 comentários

Comentar post