Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Morrer à espera nos Ctt

Estive há pouco no correio. O tempo que se perde lá!! Diga-se de passagem, a culpa é em parte do público.

Enquanto lá estive, em seis pessoas por atender à minha frente e apenas um balcão a atender (porque o outro estava com uma senha de numeração diferente e bastante demorado), assisti a estas 3 situações:

1.

Um senhor de idade que ia pagar uma conta que não se podia pagar nos ctt. Só no MB. A senhora explicou, explicou, mas o senhor só se lamentava e perguntava como ia pagar. A funcionária só dizia que não podia ir com ele lá ao MB, que teria de pedir a alguém conhecido, um familiar, um vizinho... 5 minutos nisto.

2.

A seguir o amigo desse velhote. Não sei o que lá foi fazer porque aproveitei para dar uma geral na agenda desta semana e da próxima. Quando chegou ao momento de pagar, o senhor puxou da carteira, não encontrou o cartão MB, correu a carteira. Correu as calças. Correu os bolsos da camisa de flanela. Voltou à carteira (gorda, cheia de divisões, e de tanta traquitana, quase custava a fechar). Não achava. Esvaziou as divisões todas da carteira e lá no meio lá achou uma nota de 10€ que salvou a coisa. 10 minutos.

3.

Depois de todo este festival, uma senhora à minha frente. Tinha uma carta registada para levantar. Mas aproveitou o tempo de espera para por tudo a jeito? Não! Quando chegou ao balcão, foi então à procura do aviso, que nunca mais encontrava naquele mega-baú a fazer de mala de mão, depois outra saga para encontrar o bilhete de identidade...Aiiii e eu só pensava kill me know 

 

A seguir fui eu atendida. 2 minutos para fazer o que tinha a fazer. Dois minutos, minha gente!!! 

 

10 comentários

Comentar post