Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Nós, irreverentes do Sul

Não podemos refutar uma verdade inexorável. Os povos do sul são diferentes. Tem a ver com o calor, com a forma mais leve como vemos as coisas, com o fácil ultrapassar das regras.

 

Quando fazemos as nossas reuniões anuais, normalmente na Suíça, juntamos facilmente 50 a 70 nacionalidades. Depois, entre elas, formam-se normalmente grupos. Os asiáticos juntam-se entre eles, os europeus igual, os americanos, por vezes ficam à parte, por vezes connosco... Claro que também depende do número de representantes por grupo.

 

Mas o que é normal, é depois da formação ou dos workshops, não ficarmos no hotel (a menos que neve torrencialmente) e irmos explorar um pouco a cidade e comer num qualquer restaurante recomendado. De uma das últimas vezes, fomos comer fondue. Quisemos experimentar o fondue de queijo. Europeus, apenas. Do norte, do centro, do sul, mas todos europeus.

 

Quando voltámos para o hotel, já noite cerrada, ninguém na rua, nem carros. Mas os semáforos continuavam a funcionar da mesma forma. Num determinado semáforo de uma avenida, não vinha carro nenhum em nenhum dos sentidos, mas o semáforo indicava que ainda faltavam cerca de 45 segundos para mudar. Os que estavam à frente começaram a avançar, em amena cavaqueira. Quando chegámos ao outro lado, olhámos para trás:

Os nórdicos (suecos, dinamarqueses, alemães, etc.) continuavam do lado de lá. Olhei para o meu grupeto, o que tinha atravessado: italianos, gregos, espanhóis e eu. 

 

Todos iguais, todos diferentes! 

 

10 comentários

Comentar post