Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

O uso do andarilho e do bastão

Andarilho-Dolomite-Jazz.jpg

Um dos aspectos positivos dos países nórdicos, é como preservam e cuidam dos seus idosos. E como se vê idosos ou menos idosos com este aparelho como prevenção ao desequilíbrio, como forma de estar.

Na minha recente viagem à Suécia, vi muita gente com este andarilho. Homens e mulheres muito bem vestidas e maquilhadas, mas com este apoio que para nós está invariavelmente associado a um negativismo, a uma limitação física.

transferir.jpg

Explicaram-me que é uma prevenção e uma ajuda. Prevenção de quedas (que essas sim, levam a uma limitação por vezes permanente), apoio porque serve de cadeira se a pessoa tiver que ficar numa fila ou se sentir cansada (comprovei isso mesmo) e ainda de carrinho de compras, já que debaixo do assento tem uma sacola.

 

E porque não alteramos a nossa forma de ver este apetrecho e o usamos para ajudar e não conotar uma situação? Devíamos começar a incentivar as pessoas a usar o aparelho. Não vem nenhum mal ao mundo e podem prevenir-se fracturas e entorses. Não sei se este modelo estará à venda em Portugal, mas caso não esteja, é uma falha ainda mais grave.

 

É como o bastão de caminhada. Onde vivo, mesmo na cidade, vejo muitos estrangeiros a fazerem as suas caminhadas de bastão. Se tem utilidade? Temos de pensar que sim, já que todos os nórdicos o usam. Fui pesquisar:

- Alivia tensões na coluna e nos membros inferiores, principalmente nos joelhos que sofrem enormes impactos nos declives dos terrenos - previne portanto possíveis lesões

- Usamos também os músculos superiores, o que provoca um maior gasto calórico, especialmente nas subidas

- Evitam-se os inchaços comuns nas grandes caminhadas, já que os membros superiores ficam em constante movimento

- O bastão é essencial para manter o equilíbrio  nos terrenos mais acidentados – ao ter 4 apoios, minimizamos a possibilidade de entorses de tornozelos, joelhos e de quedas. Quando as quedas acontecem, o uso do bastão reduz os danos

- Nas subidas, serve como apoio para o impulso e para aliviar o trabalho dos membros inferiores, para ajudar a apalpar o terreno

- Em caso de acidente, pode servir como muleta até obter a ajuda necessária.

 

Apercebi-me recentemente que as dores de costas que sinto quando caminho mais longamente podem ser evitadas usando os bastões. Portanto, procedi à encomenda!

É só idiota não utilizar apoios por receio de juízos dos outros.

E quanto aos nossos idosos, devíamos cuidar melhor deles e começar a mudar mentalidades! 

20 comentários

Comentar post