Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Palhinhas

Já perceberam pelos post que vou publicando pontualmente, que a ecologia e a forma como tratamos o planeta é um ponto que me preocupa.

 

E agora li um artigo sobre palhinhas. Já tinham pensado nisso? Not me.

Parece que se trata do objecto de plástico com a média de vida mais curta. Mais ou menos 20 minutos e acabam no lixo. Não pode ser reciclado. É tão leve que é facilmente transportado pelo vento e quando depois de ressequido se parte, é facilmente engolido por animais marinhos. E voltam eventualmente à nossa mesa!!

 

O movimento The Last Plastic Straw teve o seu começo com uma tartaruga que ficou com uma palhinha de 10cm presa no nariz e um pinguim com o estômago furado, e deu depois origem a outros movimentos, um deles nacional, o Straw Patrol, que se dedica à limpeza de milhares e milhares de palhinhas por esse país e mais perigoso, por essas praias, dado depois o vento as levar para o mar. Aliás, a palhinha é perfeitamente dispensável, a menos que tenhamos um problema de saúde. O assunto já está na Assembleia mas ainda não há data para a votação, mas digo-vos já que não me choca a proibição. Existem outros materiais,  tais como papel, bambu, ou metal para quem precisa delas numa base diária. 

 

 

Nunca mais vou esquecer aquela tartaruga quando agora me servirem uma caipirinha... E vou recusa-la (não à caipirinha, claro!). 

A Bacardi aderiu ao movimento e deixou de servir o rum com palhinha em 2016.

São milhões de palhinhas usadas todos os dias pelo mundo fora.

Quando nos oferecerem uma palhinha, vamos pensar duas vezes e bora recusar?

 

2 comentários

Comentar post