Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

E quando alguém te desilude?

Hoje, houve um momento em que voltei a sentir tudo outra vez... Mesmo quando pensamos ter deitado tudo para trás das costas, há pequenos clics que nos fazem reviver. 

As desilusões a que as pessoas nos sujeitam dará um post brevemente. Talvez escrever sobre isso me faça finalmente seguir em frente...

(é só organizar as ideias e um post)

 

 

Quando temos de explicar twice

Antes de começarem a ler este post, façam o favor de relembrar este mais antigo. Sim, o protagonista é o mesmo e a situação é mais uma vez, surreal.

 

Ele saiu por sua iniciativa da empresa. Mas como usou o número de telemóvel durante anos também em proveito pessoal, pediu ao patrão se poderia levar o número com ele. Recebi instruções para tratar disso.

Liguei para a Vodafone e como o número estava fidelizado (com as constantes alterações de preçário, compra de telemóveis, etc, estamos sempre fidelizados), a única possibilidade seria a empresa passar uma declaração a informar que prescindia do número a favor daquela pessoa. Assim fiz. 

Ele foi à Vodafone e claro que para mudar para seu nome, teria de ficar fidelizado à empresa durante 8 meses (nada mau) em sistema de pré-pago com uma mensalidade de 30€. Claro que seria de esperar. Que empresa dá alguma coisa a uma pessoa, para essa pessoa ir a correr ter com a concorrência?

 

Recebi novo telefonema: Estive a pensar (!) e se o número ficasse em vosso nome tal e qual estes 8 meses, eu pagava o valor e daqui a 8 meses, passava então para meu nome?

 

Whaaattt? Então daqui a 8 meses teríamos o mesmíssimo problema, certo?

E tive de lhe explicar duas vezes, antes que entendesse... 

 

Domingo quente, água fria

Ontem foi dia de praia.

Bastante sol, o vento amainou, e ainda deu tempo para dar uma volta de canoa. À conta de ter andado a remar, apanhei um mini-escaldão pois apesar de ter colocado protector, não foi suficiente... 

Esteve um dia muito, muito agradável. O único senão foi a temperatura da água que ainda está gelada e entrar só com congelação parcial dos membros. Mas segundo os pescadores (e devemos sempre acreditar nos pescadores nestas coisas), o vento vai mudar para sueste e isso vai trazer águas mais quentinhas. Venham elas!

IMG_20170319_114040.jpg

 

 

 

Meatless #19

EMPADÃO DE ATUM COM LEGUMES

 

 Ingredientes: 1 kg batata, leite qb, noz moscada, pimenta, 1 colher sopa margarina (eu uso becel).

1 courgette grande, tomate cherry, tomate vermelho, 1/2 funcho, 1 cebola pequena e 1 dente alho, louro, 25g milho, 1 tomate, queijo ralado. Para temperar cominhos, pimenta e colorau.

 

Como chegar lá: Cozer a batata e reduzir a puré. Temperar com noz moscada, margarina e leite até obter a consistência certa. Podem ainda usar o puré congelado à venda no mercado São boas opções para evitar o trabalho e o sabor é semelhante. Quando usar este, deixo descongelar um pouco enquanto se prepara o recheio e depois em 200ml de leite magro, acabar de descongelar o resto. Temperar da mesma forma, embora eu já não acrescente a margarina neste. Colocar metade numa travessa de ir ao forno.

1 (2).jpg

Entretanto juntar numa frigideira com um pouquinho de azeite, o funcho, cebola e alho picados com uma folha de louro. Acrescentar o tomate aos cubos pequenos e deixar estufar misturando um pouco de água. Acrescentar o tomate cherry inteiro, a courgette aos cubos pequenos, o milho (que me sobrou de outra receita) e deixar cozinhar. Podes fazer com outros vegetais que tenhas no frigorífico, ou que gostes mais. Eu esqueci-me de juntar azeitonas às rodelas!

Quando a água tiver evaporado, temperar com cominhos, pimenta e colorau, ou outros a gosto.

2 (2).jpg

Deitar sobre a primeira metade na travessa, sobre todo o puré. Cobrir com o resto de puré e alisar com uma colher molhada ou uma espátula. 

3 (2).jpg

Colocar queijo ralado (eu usei da ilha) por cima. No empadão, costumo colocar uma gema de ovo espalhada por cima e não queijo, mas tinha gasto o último ovo na véspera...

Levar ao forno vigiando até ficar tostadinho.

4 (2).jpg

Esta é uma refeição-conforto que costumo fazer quando o meu filhote está por casa, para recuperar da privação que vai passando em Lisboa... E costumo meter vegetais porque... bem, todas as mães me entendem, não é? 

Bom apetite! 

 

 

 

 

Mails que nos desanimam...

Pois é, esta noite recebi este mail às 3:43.

Vi agora de manhã quando estava a limpar o mail, já que ele foi para a caixa dos spam.

Bem que o meu pc me tentou proteger e enviou-o para aquela caixa tão escondida e com conteúdo normalmente indesejável...

Este especialmente, deixou-me de bruços, de língua de fora a lamber o chão...

 

Então a TENA acho que eu já tenho idade para um pinguinho de vez em quando e portanto oferece-me 1 ano de cuequinha impermeável??

Nada melhor para começar um domingo que se antevê quente... estou de saída para a praia e agora não sei que tipo de toalha leve, já que estou na eminência de, quando não estiver na água, saírem umas gotinhas incontroláveis. Sim, que o mental tem muita força, e depois de ler este mail e de ver esta imagem, a minha vida não será mais a mesma.

Haverá um AT em um DT... antes de Tena e Depois de Tena  

9c4e3412-a450-4903-9f0e-32e0e0008117.png

 

Banda desenhada da adolescência

Falávamos no outro dia acerca de bandas desenhadas. Tio Patinhas, Pato Donald, Mickey, Gasparzinho, Brasinha, Pimentinha, A turma da Mónica, Bolota, Ricozinho, basicamente todas as bandas desenhadas eram brasileiras.

 

Chegavam à minha terra uma vez por semana e eu ia religiosamente à papelaria comprar o número seguinte. Mas as minhas favoritas eram Bolinha, Luluzinha, e a incontornável Brotoeja, que tudo na sua vida tem bolinhas!! Lembram-se??

 

Sem Título3.png

Que saudades desta inocência!

 

Filhotices #22

O meu filho está por cá esta semana. Veio participar num torneio aqui na cidade e vai ficar toda a semana (que bom), e ontem eu planeava fazer uma empanada. Fiz o recheio e quando fui ao frigorífico, apercebi-me que afinal tinha massa filó mas não massa quebrada. E não me apetecia fazer. Há dias assim...

Disse-lhe que podia fazer chamuças já que tinha massa para isso. Ele disse que estava bem.

 

E seguiu-se o seguinte diálogo 

- Mas tu gostas de chamuças??

- Gosto, nunca como mas gosto. 

- Então porque não comes?

- Só como quando posso servir-me eu, agora se for para pedir, peço outra coisa. 

- Porquê?

- Porque não consigo dizer chamucha (e diz assim xamuxa) 

- Então e porque não apontas: quero um destes!

- Porque depois há sempre mais conversas: qual deles? de frango, vegetais ou carne? E então para evitar ter de dizer a palavra, simplesmente não como...

- Então mas e se falares mais devagar? soletra...

- Não dá: xa - mu - xa

(ah ah ah ah ah para os dois)

- Mesmo quando os meus amigos me perguntam, dantes ainda dizia que sim, mas a conversa não acabava por aí, porque lá voltavam os sabores, a forma como fazer, etc... Então agora à pergunta "gostas de chamuxas?" respondo sempre: Nem por isso!  E a conversa morre aí! Acabou!

 

Fartei-me de rir com ele. Mas lembrei-me que o meu pai tem um amigo chamado João José e tratam-no assim. Quando digo o nome dele, mesmo devagar, sai João Jojé. Sempre. 

 

6 meses de blog

E sim, completei hoje 6 meses de blog!! 

Está criado o hábito de vir aqui diariamente, de ler e comentar as pessoas que sigo, responder a quem me comenta e segue e assim, fazer rolar esta máquina que são os blogs.

 

De dia 1 de Janeiro para cá, 704 post, 3206 comentários (sendo que metade são meus), 1086 reacções. A informação a seguir só foi colocada a 3/7, dia em que a Equipa do Sapo me disponibilizou e corrigiu os dados: 10966 visitas e 35379 visualizações (à data de 3 junho) 

É um número impressionante para mim. Juro que não esperava tanto. Mas tenho gostado, aliás tenho amado esta partilha e sentir-vos aí desse lado.

 

Tenho um problema no meu contador de visitas e visualizações e na estatística em geral (que a Equipa Sapo está gentilmente a tentar resolver). Portanto desconheço as visualizações que tenho actualmente.

 

Sigo 145 bloggers e tenho 119 subscritores mais 5 por email., sendo que as leituras mais assíduas vêm daqui:

6 (2).png

Mas isto são apenas números que traduzem o carinho com que fui recebida aqui. 

Obrigada a todos/todas vocês, que estão desse lado e me acompanham, pois sem os vossos feedbacks, certamente a evolução teria sido outra. Então obrigada por construires esta história comigo!

Eu não sabia o que estava a criar quando iniciei o blog 6 meses atrás. Não estava preparada, pois manter um blog activo requer algum trabalho. Há dias em que apetece escrever e outros que nem tanto. Mas é uma questão de compromisso. E eu estou comprometida convosco!

Portanto fiquem por aí, que eu estarei por aqui. Juntos 

Post editado dia 3/7/2017

Pág. 10/10