Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

3 dias sem protecção policial?

A PSP continua a interagir com o público de forma algo inusual. E que diverte.

psp.png

Dias 29, 30 e 31 deste mês, a PSP não vai proteger a população. Depois não digam que não avisámos.

 

Claro que se trata de uma brincadeira e a PSP aproveitou para fazer uma piada sobre o mês de fevereiro que, como todos sabem, termina hoje dia 28.

 

Cúmulo do azar...

Acabadinho de receber por whatsapp, de uma migo meu espanhol...

E achas que o teu dia está mau?? 

 

Homens solteiros/descasados

A propósito dos homens que vivem sozinhos, tive uma conversa muito interessante com um homem que já foi casado mas agora está solteiro.

 

Explicou como se alimenta. Como usa loiça - tudo descartável, como faz comida (uma só) para toda a semana, e como costumava acumular loiça no lava-loiças, até formar colónias (arghhh).

Mas o que me siderou foi a sua gestão das meias: vai ao chinês compra packs de 7 meias por 5 euros. Usa. Mete para o lado. No fim de semana, lixo. Às Segundas, novo pack.

Será que faz o mesmo com as cuecas? Não tive coragem de perguntar. 

 Resultado de imagem para meias que desaparecem

Mas só consegui pensar naquele mito da meia desaparecida e das tampas de tupperware que se multiplicam... Ele resolveu esses dois problemas de uma só vez! 

Noites Brancas - livro

500x.jpg

Terminei na semana passada, de férias em Espanha, a leitura de Noites Brancas de Ann Cleeves.

Já não me lembro quem o recomendou, mas foi por aqui na blogosfera que o vi. E de facto é 5 . Trata-se de um romance policial excelente e quanto mais me ia entranhando na história, menos vontade tinha de interromper a leitura. Os últimos dias foram mesmo de interrupção forçada. Por mim, tinha prescindido de tudo para continuar a ler e desvendar os mistérios.

 

Fiquei cheia de vontade de ver esse solstício de Verão nas Ilhas Shetland. Uma "altura do ano em que os pássaros cantam à noite e o Sol nunca se põe".

Vão aparecer uns corpos assassinados e o facto de estarmos numa ilha vai empurrar a investigação para um dos locais. Pelo meio, histórias paralelas e do passado.

 

Por outro lado, fiquei também com vontade de ler A Maldição do Corvo Negro, da mesma autora, com a mesma personagem, o detective Perez. Mas eu prometi, (jurei!) que não ia comprar mais livro nenhum enquanto não lesse os que tenho lá por casa. E agora??? 

 

(Livro 2 de 2018)

As queimadas

Este é o assunto do momento.

Ainda na outra semana uma amiga minha me dizia que os tios estavam para Viseu, a limpar os terrenos. Perguntei na altura se tinham sofrido com os incêndios, Que não, tinham os terrenos limpos e tiveram alguma sorte.

E talvez por causa desta recente conversa, dei por mim a reparar lá por Valência, numas construções de blocos de cimento, espalhados pelos terrenos. Alguns redondos, não cimentados e outros quadrados, esses sim, mais definitivos. As aberturas eram variadas, voltadas a sul, norte, etc... As pessoas vão colocando lá os ramos e pasto para arder e depois quando está cheio, pegam fogo lá dentro. Um exemplo aqui em baixo, de uma foto que consegui tirar. Achei uma óptima ideia, claro que isso não invalida os incêndios, mas ajuda a controlar os fogos provocados pelas queimadas dos agricultores.

Fiquei a pensar que conheço o nosso país e das duas uma: ou não há daquilo por cá, ou tenho andado muito distraída.  

IMG_20180225_100502.jpg

E hoje de manhã, na televisão, uma reportagem para a televisão, numa zona de Torres Vedras, em que é dado como exemplo de boa execução este local de queimada, com uma mangueira de água e extintor ao pé.

Conseguem perceber as diferenças?

IMG_20180226_084756.jpg

O meu pai faz da mesma maneira: mangueira de água ao pé e toca a puxar fogo. Vou sensibiliza-lo a comprar 30 ou 40 blocos de cimento, escolher um canto do terreno e fazer lá as queimadas. Até mesmo as brasas restantes quando se pensa que já estão todas apagadas, ficam ali mais resguardadas do vento.

Há que importar as boas ideias!

5 coisas boas (com fotografia da semana) #8

Tag.JPG

 

 Segunda 19 - Esta semana poderia escrever todos os dias a mesma frase: Estou de férias! Mas pronto, ainda assim, posso referir que o ponto alto do meu dia foi um telefonema de um amigo, em que aproveitamos para colocar a conversa toda em dia.

 Terça 20 - Viajei para Sevilha, onde vou apanhar o meu voo para Valência. Quando viajo para Espanha, prefiro fazer um voo doméstico. Fica mais em conta e bem mais pertinho!

  Quarta 21 - Foram buscar-me ao aeroporto, o que sabe sempre bem, não é? O problema é que ele estava num lado do aeroporto e eu no outro. Nunca mais nos encontrávamos. Mas aqui a rapariguita é esperta. Saí, vi um carro identificado e pespeguei-me a ele. Depois foi só esperar que alguém chegasse ao carro. Às vezes fico banzada com a minha esperteza! 

  Quinta 22 - Jantar com amigos. Estamos na Playa de Gandía. Depois do jantar saímos para um copo. A pé. E andámos, andámos, andámos... (E depois criticam o Algarve no inverno...) Aquilo sim é que é de criticar. Durante uma hora calcorreámos aquela localidade turística e tudo fechado. Só mesmo os hotéis estão abertos....  Amanhã vamos à cidade!

 Sexta 23 - Apareceu-nos um convite para um jantar quase de gala. E agora? Consegue-se alguma coisa de jeito da maleta onde se enfiou essencialmente coisas confortáveis? Umas calças pretas e um top bordado e lá fomos todos. Éramos quatro mulheres num universo de 87 homens. É sempre assim... Mas estas quatro mulheres fizeram a festa!!

 

Foto da Semana #8

3.jpg

 Não resisti a experimentar. Uma das vantagens das viagens é não apenas conhecermos locais e pessoas novas, mas entrarmos na sua cultura. Ontem em Castelló (Castéllon), tivemos a experiência completa e este carajillo foi parte dela.

A parte de baixo é rum, leva açúcar e é queimado/flambeado para evaporar o álcool. Depois leva café de maneira a que caia na lateral do copo para não se misturar. Dentro leva ainda 2 grãos de café e uma lasca de casca de limão. Nalguns locais acrescentam canela, mas não foi o caso.

Posso afiançar que é tão forte como dizem. Sabe bem, e os pés gelados aqueceram em menos de 5 minutos...

É hoje que volto

voltar-para-casa.jpg

E hoje é dia de regressar a Portugal e retomar as minhas rotinas.

À noite, o avião que me levará a Sevilha e de seguida o carro até ao Algarve. 

Estou em pulgas por uma noite na minha caminha.

 

Vou levar uma semana sensivelmente a colocar as leituras dos blogs que sigo em dia, mas devagar, devagarinho, vou conquistar terreno. Peço desde já desculpas pela falta de visitas, mas uma pessoa quando está de férias, é suposto estar de férias, certo? 

Été Indien

Um clássico da minha adolescência, com uma melodia fenomenal! 

Desafio das 52 semanas - Semana 8

52.0.JPG

Os melhores filmes infantis que já assisti foram...

 

Todos os que vi quando o meu filho era pequeno. Repetidamente. E normalmente os primeiros filmes porque nunca fui muito fã de remakes ou sequelas. Nunca são tão bons porque as nossas expectativas vão altas...

Então sem qualquer tipo de ordem:

Rei Leão

Resultado de imagem para rei leão

Nemo e Dory

Resultado de imagem para à procura de nemo

Monstros e Companhia

Resultado de imagem para monstros e companhia

Altamente

Resultado de imagem para altamente filme

Toy Story

Imagem relacionada

 

Mas o que me lembrei automaticamente quando vi o tema desta semana foi o Piper, que passou imediatamente antes do filme À procura de Dory.

Se não conhecem, vejam. São só 5 minutos, mas são tão ternurentos!

 

Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Fátima, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, o P.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

Árvore Europeia do ano

Desde 2011 que se elege a Árvore Europeia do Ano 2018. Não é certamente a árvore mais bonita, porque isso seria impossível de descortinar, com tanto recanto bonito que há por essa Europa fora...

Mas neste concurso estão a prémio as árvores que contam histórias. Este ano foi a vez do sobreiro assobiador da zona de Águas de Moura - Setúbal e que deve o nome ao som que as milhentas aves originam quando pousam nos seus ramos. Até aqui nada de especial...

A sua história vem de ter sido plantado em 1783 e já ter sido descortiçado mais de 20 vezes. Em 1988 foi classificado como Árvore de Interesse Público e consta do Livro do Guinness como O Maior Sobreiro do Mundo.

 

A ronda nacional está decidida. Agora vamos ver a nível internacional, qual será considerada A Árvore do Ano, já que estão em disputa 13 outros espécimes de vários países.

 

download.jpg

 Vejam aqui as restantes árvores a concurso 

 

Pág. 1/5