Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

S ou C?

No Bom Português de hoje na RTP1, que eu gosto particularmente de ver, houve direito a uma boa gargalhada.

 

A pergunta era como se escreve aquela bebida que é sumo de maçã. Sidra ou Cidra?

 

A terceira pessoa a ser alvo do questionário não foi de modas:

 

- Ai isso é que eu tamém nã sei. Não bebo nada...(não tem ideia nenhuma? interrompe a jornalista) Eu só bebo é tinto!

(risos!!! aí não há dúvida nenhuma, é sempre com t)

 

E by the way, é com s - sidra  

Licença caducada

Estava eu cheia de calor ontem de manhã. Porque andava de piso para piso e por questões de logística, cada piso tem uma temperatura diferente. Cada vez que entrava no escritório, apesar de não estar lá calor, devido às diferenças de temperatura, ficava a transpirar.

Comentei.

 

O meu colega, mordaz, atira: Pois, menopausa!

Eu replico: Não, nem sequer tenho qualquer sintoma!

Ele volta à carga: Ah pois não. Sabes que o teu alvará de indústria já caducou. Já não tens autorização de laboração!

Happy: Como não? Desculpa, eu até posso fazer manutenção; quanto à produtividade do produto final, é que já não garanto nada!! 

O malandro: Ah pois, tu podes usar as infra-estruturas, o pior é o resto!

 

E pronto, é a isto que estou votada. Percebem porque gosto do meu local de trabalho? Com conversas estimulantes destas de duplo e triplo sentidos, não há dois dias iguais!! 

Roma Parte II

Ando atrasada com as fotos das minhas viagens.

Ainda tenho as de Roma para postar, as da semana passada de Milão e arredores, e no próximo fim de semana já vou para Lille. Preciso mesmo de mais horas!

 

Depois do Vaticano, o Castelo de Sant'Angelo. Muito bonito, com muitos frescos nos tectos. Aliás em Roma andar com a cabeça voltada para cima torna-se a segunda posição a adoptar. É tudo tão lindo! Os terraços e a forma como os Romanos aproveitam TODOS os terraços é arrebatadora. Há terraços de plantas, de flores, de árvores. Lindo.

 

 Em cada rua encontramos igrejas. As milhentas igrejas por onde entrei eram cada uma mais bonita que a outra. A de San Filippo di Neri foi a minha preferida, mas seria injusto não falar da  de Campitellli. 

San Filippo di neri.JPG

 

 

 As esplanadas, salões, gelatarias e restaurantes dão vida à cidade e uma cor impressionante.

 

 

 Uma parte do coliseu construída no Ano VII, a Piazza Venezia e a Fonte das Tartarugas foram pequenos apontamentos na viagem.

 

(continua...)

 

Roma - Parte I

Tudo de pantanas #10

Alunos de um colégio de Inglaterra, no âmbito de um projecto de Ciências, lançaram uma tarte para a Estratosfera.

Usaram um balão de alta tecnologia, mas um problema  fez com que o dispositivo de localização se tenha perdido.

 

A dúvida é se a tarte terá mesmo chegado ao Espaço.

 

A minha dúvida tem razões mais práticas. Já imaginaram um astronauta ter de sair da sua nave para fazer aquelas coisas corriqueiras de manutenção de exteriores e levar com uma tarte na cara? Quer dizer, na viseira do capacete?    

Os nossos idosos mal-amados

A nossa esperança de vida esá cada vez mais longa.

Mas e a qualidade?

Principalmente em Portugal, não houve esse investimento. 

idosos_ajuda-social.jpg

 Um estudo a nível europeu e divulgado pela Universidade de Coimbra divulga números assustadores. Com duração de 3 anos e público-alvo específico: população com mais de 70 anos independentes o suficiente para se deslocarem ao Centro de Investigação. A premissa principal era ser saudável, ou seja não ser portador de doença crónica, ter autonomia na capacidade física e ainda uma capacidade intelectual.

 

Portanto de fora ficaram todos aqueles acamados e pessoas totalmente dependentes de outrém. Ainda assim, os nossos números são assustadores. Apenas 9% dos idosos portugueses com mais de 70 anos são considerados saudáveis. Quando comparamos com os valores superiores a 50% da Suíça e Áustria, os 38% da Alemanha e os 37% de França.

 

Esse estudo assusta-me, porque se pensarmos na média, será certamente pior. Esta média foi conseguida com os que estavam motivados para participar no estudo. Em Coimbra. Se for alargado ao resto do país, a dimensão pode ser francamente assustadora.

E o mais assustador é que percebemos francamente que as políticas actuais não pretendem centrar-se na Saúde e que a longevidade aumenta a cada ano. E que todos (ou pelo menos a maioria de nós) chegará lá.

 

Com que qualidade de vida?

Na minha cidade por exemplo, não há sequer um  jardim onde os velhotes se juntem e possam jogar xadrez, cartas, enfim, algum tipo de estímulo. Mas pensando bem, para quê? Se qualquer das 1265 telenovelas a passar num qualquer dos canais entretém muito mais?? 

As portas da nossa vida

0c7c145802e30cb65298d5e211d5a806--monsters-inc-doo

 

O melhor da vida é que temos sempre tantas portas disponíveis, prontas a serem abertas ou fechadas, conforme as nossas escolhas e as nossas vontades do momento.

 

Se serão as nossas melhores escolhas? São sempre! Não vale a pena pensarmos que a outra porta é que teria sido a tal, possivelmente sim, possivelmente teria sido pior. A nossa escolha, o nosso instinto fez-nos escolher essa e isso foi o melhor para nós naquele momento!

Acredito firmemente nisso!

Caixas e tampas

Ontem, na casa dos meus pais, trouxe o resto da comida. Até porque não vou estar no fim de semana e como o miúdo vai chegar no dia em que vou embora, fica pelo menos com uma refeição.  

 

A minha mãe andava à procura das tampas dos tupperwares e não encontrava. Aliás de um deles não encontrou mesmo e teve de mudar de recipiente.

Tupper.jpg

 

Por essa e por outras é que o ano passado arranjei um espaço na despensa e comecei a arruma-los assim.

Nunca mais me o milagre da multiplicação me afectou o número de tampas!

5 coisas boas ( + fotografia da semana) #28

5 coisas boas rosa.jpeg

Segunda-feira, 9

Ainda em Itália, era o último dia de trabalho. Começávamos às 18h portanto tínhamos tempo para ir até Piacenza visitar um grupo de amigos que estava por lá. Três grandes amigos que revi. Muita gargalhada e bons momentos.

 

Terça-feira, 10

Dia de viagem. Levantei-me às 6h00 para chegar à minha cidade às 17h00. Mas deu tempo para visitar um pouco Milão.

 

Quarta-feira, 11

Sardinhada com filhote num restaurante da praia, que soube tão bem.

Ao final do dia, fomos ao vet com a Lua e finalmente ela está melhor. Acabamos por não perceber o que ela teve, todas as análises e exames foram inconclusivos e o facto de ela ter reagido a uma medicação e não a outra, ainda confundiu mais as coisas. Mas o resultado é que conta! É tão bom vê-la a engordar e com vontade de brincar 

 

Quinta-feira, 12

Tinha uma tradução para terminar neste dia. Apesar do cansaço, entre deitar tarde e levantar cedo, consegui cumprir prazos.

 

Sexta-feira, 13

Fui cortar cabelo. 3 dedos. O suficiente para retirar aquele cabelo demasiado seco e fragilizado. Fiz ainda um tratamento de hidratação e o cabelo ficou lindo. De tal maneira que um colega, com alguma surpresa me elogiou e não resistiu a vir tocar no cabelo para confirmar a sua sedosidade 

 

Fotografia da Semana # 28

 IMG_20180708_160249 (2).jpg

Adorei este 2CV, devidamente embelezado. A parte da frente é de ganga, as portas têm flores e alusões à música dos anos 70 e o guarda-lamas é forrado a vinis. Algures em Fiorenzuola.

 

Água com gás

Eu sou fã de água com gás. 

Quando tenho mesmo calor, nada me mata a sede como uma água com gás.

E portanto para mim é o céu ir para países onde eles normalmente colocam duas garrafas de litro de água na mesa! E que custam a mesma coisa. 

IMG_20180709_130848.jpg

desafio das 52 semanas - Semana 28

20817683_bPD0p.jpeg

 

A minhas maiores neuras e manias são...

 

Uma das manias que me fazem ser alvo de chacota no trabalho é que não consigo contar pilhas de notas, se o holograma não estiver para o mesmo lado. Considero um factor distractivo, o facto de estarem uns símbolos para um lado e para o outro. Portanto a primeira contagem é sempre um exercício de contorcionismo (segundo eles) para voltar as notas todas para o mesmo lado 

 

Quando estou mal disposta, não me digam nada. Deixem-me ficar no meu cantinho, que eu posso morder! 

 

Sou completamente alucinada por listas. Ajudam-me no dia-a-dia e dão-nos uma sensação de produtividade e bem-estar quando se vão riscando itens! 

 

E tenho a péssima tendência a acreditar que não preciso de ninguém. 

 

 

  Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Fátima, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pela tag  52 semanas

Pág. 1/3