Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

Isto da dieta #11

Ontem tive pilates.

Mas como foi aula extra, estávamos quatro quando normalmente a instrutora atende apenas 3 clientes de cada vez. Fui para a zona das suspensões.

Eu sei que já estou mais leve, mas ainda assim, o receio era muito.

Primeiro, preocupei-me com os exercícios, depois com a respiração e depois com os glúteos, e depois com a contagem de execuções.

Too much...  

Pilates suspenso.jpg

Portanto a graciosidade foi a última da minhas preocupações. O efeito de pluma graciosa a realizar o seu movimento descendente e ondulante não fui eu, definitivamente!  

 

 

Terça ocupada

Esta semana é mais curta para mim. 

A exemplo do ano passado, fui convidada para ir a Valência. E vou, claro!

Entretanto, houve desmarcações, remarcações, segundas desmarcações e novos agendamentos e acabei por ficar com uma manhã de terça super-ocupada!

 

Antes de ir para o trabalho, tenho a consulta da nutricionista. Ao almoço, onde supostamente teria apenas a manutenção das unhas, tive de encaixar também a aula de pilates. 

 

Tenho ainda de preparar a reunião que vou realizar em Valência e na véspera de apanhar o avião, tenho um espectáculo nocturno. A verdade é que só me apercebi disso no domingo, porque devido a ter antecipado a minha ida um dia, acabou por ficar em cima do espectáculo.

Assim, começa às 21:30 e deverá terminar pelas 23h. Já de mala no carro, tenho de ir para Lisboa onde chegarei por volta das 2 da manhã, dormir a correr porque tenho voo às 8h20. Lindo!  

 

Vai ser uma semana jeitosa!

 

Pequenas notas sobre o fim de semana

Fui passar o fim de semana a Aveiro. Estive com um amigo meu brasileiro, que veio este ano para cá com a esposa fazer um pós-doutoramento. Aquela boa disposição é contagiante. O que me ri este fim de semana!!

 

Estive também com o tal. A empatia entre nós é impressionante. Conversámos imenso, mas foi numa dessas conversas que o meu amigo brasileiro fez a pergunta para bingo: Você é solteiro ou casado?

 

Pois é.... vive em união de facto. Portanto, cruz em cima e siga para a frente!!

 

Entretanto, já percebi que para a dieta fazer efeito, tenho de andar com marmitas atrás. Lá fui na sexta de sacola cheia de marmitinhas. Comi um misto, com os meus acompanhamentos e complementado com comida do restaurante. Mesmo sobremesa, levava comigo algumas coisas feitas em casa e que estão autorizadas. Hoje de manhã, saltei para cima da balança e tinha perdido mais umas gramas.

E é assim que cheguei aos -15,2kg!!

 

Eu? Nunca!!

Então mas eu lá andaria na rua como se tivesse acabado de levar não um, mas DOIS socos??

Como se tivesse um desalmado lá em casa que me batesse?

Como se tivesse perdido o juízo?

NOVA TENDENCIA.jpg

O quê?? É a nova moda de blush?? Ah ok, sorry! 

Umbigo meu

Eu sei que o umbigo é uma das partes do corpo mais negligenciada, mas... estará doente? 

Na terça-feira à noite, estava em casa no sofá e a dada altura, passei a mão no umbigo. Não que me doesse, mas senti essa necessidade. E encontrei-o húmido.

Pensei: Não limpei o umbigo de manhã quando tomei banho? E ainda está molhado???

Fui limpar.

Quando mais tarde ia para a cama, voltei a colocar o dedo no umbigo. Continuava molhado. Devo salientar que eu tenho um daqueles umbigos bonitos, fundos, bem colocados 

 

Espelho comigo. Espreitei e vi uma grande vermelhidão. Coloquei algodão embebido em betadine, um penso por cima e fui dormir.

Tinha de ir ao médico. Uma amiga minha foi à net e só vos conto, os alarmes eram tantos que eu pensei que ia morrer disto!!  

 

Afinal é apenas uma micose. Agora tenho de fazer uma mise (dar secador) ao umbigo todos os dias e aplicar uma pomadita. Que é normal. Que o calor faz desenvolver os bichinhos que gostam de quente e húmido. Que pode levar 15 dias a desaparecer. 

 

E eu só tenho uma pergunta. Umazinha.

Agora na força do inverno?? 

Des-funcionalidades

Por alturas do Natal oferecemos uma prenda a uma amiga que fazia anos.

Fui comprar o voucher e fiquei à espera que a rapariguita o pusesse no envelope e decorasse o mesmo.

Esperei...

Esperei...

Desesperei...

Sim, porque a menina queria colocar o papel dentro do envelope, colar um lacinho (levou eternidades para retirar o autocolante do laço), e dar-me troco (o raio das moedas da caixa registadora fugiam), todas estas operações com umas unhas destas, o que dificultava - e muito - as coisas!

Unha-stiletto-5.jpg

(Eu se tivesse umas dessas, também não me conseguia mexer...)

 

Pág. 3/3