Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

Eu e o Pilates

No dia dos meus anos, segunda-feira, agendei a minha primeira aula de pilates.

O estúdio é pequeno, personalizado e a instrutora apenas recebe 3 alunos de cada vez. É como se tivéssemos um PT à nossa disposição, só que para pilates.

pilates-maquinas.jpg

 

Gostei bastante da aula, até porque o desvio da coluna que me provoca as dores foi identificado e este método trabalha os alongamentos e o exercício físico direccionado à coluna. Como me foi explicado, este método melhora a postura, reduz o perímetro abdominal e promove uma maior consciência corporal. Também estimula a sensação de bem-estar. Trabalhamos a musculatura interna profunda, melhoramos a postura e prevenimos tensões, más posturas inconscientes. O bónus é a perda de gordura localizada, especialmente à volta da cintura, pernas e glúteos. A ideia master é atingir a postura neutra, a tal da barriga contraída, e o controlo da inspiração e expiração. 

 

Foi o que achei mais complicado. A sério. Combinar movimentos com inspirações e expirações profundas? Foi quase para rir... ou me esquecia dos movimentos, ou não respirava!  

Basicamente, os aparelhos têm molas e essas molas controlam a força aplicada, sendo os movimentos lentos e concentrados. E porque somos poucos (cada um com o seu treino personalizado), a instrutora está também mais atenta a correcções posturais e a pausas que tentemos fazer - aqui não há quando ela não estiver a olhar, descanso 5 segundos .

 

Claro que pelo facto de ser personalizado, é também mais caro. Mas penso que vai compensar!

Conheciam este tipo de pilates?

18 comentários

Comentar post