Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

A Forma da Água - o filme

9892_medio.jpg

 Já vi este filme há duas ou três semanas e senti que não poderia escrever logo a seguir sobre ele.

E não me vou alongar muito porque é o filme do momento e qualquer coisa se dissesse saberia a spoiler e não sou efectivamente a melhor pessoa para deixar aqui um cheirinho do filme.

 

E porquê? Porque não gostei.

Porque se trata de uma fábula, de uma fantasia bem encenada, é verdade, mas ainda assim de uma fantasia. E eu não sou fã de filmes de fantasia.

Que a água pode ser vista como um espelho em que cada um se revê na sua própria essência, eu percebi. Assim como a luta contra preconceitos.  Mas não consigo ficar encantada com estas "fábulas insanas" como lhes chamou o próprio Guillermo del Toro. 

Espremido o filme, que posso retirar?
A banda sonora, a interpretação de Sally Hawkins, que faz de muda e portanto toda a mensagem passa essencialmente pela intensidade das suas expressões faciais. 

 

Acho que é um daqueles filmes que ou se ama ou se odeia. Todas as pessoas com que falei e que tinham visto o filme, estavam de um lado ou de outro. Francamente, entre tantos candidatos, prefiro muitos outros... Que não falem de outras realidades, em que a imaginação tem um poder tão primordial.

 

E vocês já viram?

25 comentários

Comentar post