Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

A minha viagem ao Canadá 1

Eu sei que já foi há um mês, mas como sabem, tenho andado tão ocupada com as férias em Marrocos, com as duas semanas de formação e só ontem me dispus a seleccionar as fotos e as histórias a contar.

 

Como referi na altura, estive a trabalhar 3 dias numa cidade a 1 hora de distância de Toronto, Milton. Cidade simpática, do tipo risco ao meio, dividida por uma Main Street. Cidade pequena de 87500 habitantes e cujo pólo se situa nos transportes ferroviários e por isso tem sido uma das cidades que mais cresceu nas últimas décadas. Estima-se que chegue os 100.000 habitantes em 2020.

 

Terminado o trabalho, tinha avião na segunda à meia-noite. Pedi que me levassem a Toronto numa das primeiras navettes, para poder desfrutar do dia e fazer algumas visitas que não tinha conseguido fazer o ano passado.

Deixei a mala no depósito do aeroporto e apanhei o comboio para a cidade. Já contei aqui a historieta dos bilhetes .  E desembarquei na Union Station, em pleno coração de Toronto. Sabia que queria jantar num restaurante de baseball, já tinha comprado o bilhete para visitar as ilhas da cidade, e apesar de não estar muito entusiasmada, foi-me recomendado o Oceanário de Toronto, como uma das maravilhas da cidade. 

 

O fantástico relógio que se encontra no exterior da Union Station.

O fascínio que tenho pelas árvores vermelhas (maple tree ou ácer) do Canadá.

Por aqueles dias celebravam-se o Gay-tolerance-Day e até os carros dos bombeiros ostentavam a bandeira 

 

O ano passado tinha verificado que os Torontinos (ou Torontenses, não há consenso), cuidam dos seus espaços exteriores. Este ano voltei a confirmar que apesar do frio e da chuva, todos os recantos estão floridos. Gosto especialmente dos repolhos que aguentam firmemente todo o inverno sob geada e neve.

 

Alguns pormenores da cidade, uma das mais cosmopolitas do mundo.

Uma das primeiras avenidas o Mundo com passadeiras transversais, tal o movimento que tinha. Ainda hoje se mantêm o movimento e as passadeiras, ainda que os túneis subterrâneos tenham retirado muitos peões da superfície.

Perto, fica a Yonge Street, a rua mais extensa do mundo, com quase 1900 km de extensão. É um rua bastante movimentada, a nível de pessoas e veículos e várias lojas vendendo de tudo um pouco. Nela se encontram o Eaton Centre, Dundas Square, Hockey Hall of Fame e a sede do Toronto Stars.

Uma visita do Porto de Toronto, onde se ia iniciar o passeio de barco no lago Ontário.

 

1.jpg

E esta era especificamente para mim, não acham? Claro que segui as indicações!!

 

Não percas o próximo post com o passeio de barco e a ida ao Oceanário! 

22 comentários

Comentar post