Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

A minha viagem ao Canadá 1

Eu sei que já foi há um mês, mas como sabem, tenho andado tão ocupada com as férias em Marrocos, com as duas semanas de formação e só ontem me dispus a seleccionar as fotos e as histórias a contar.

 

Como referi na altura, estive a trabalhar 3 dias numa cidade a 1 hora de distância de Toronto, Milton. Cidade simpática, do tipo risco ao meio, dividida por uma Main Street. Cidade pequena de 87500 habitantes e cujo pólo se situa nos transportes ferroviários e por isso tem sido uma das cidades que mais cresceu nas últimas décadas. Estima-se que chegue os 100.000 habitantes em 2020.

 

Terminado o trabalho, tinha avião na segunda à meia-noite. Pedi que me levassem a Toronto numa das primeiras navettes, para poder desfrutar do dia e fazer algumas visitas que não tinha conseguido fazer o ano passado.

Deixei a mala no depósito do aeroporto e apanhei o comboio para a cidade. Já contei aqui a historieta dos bilhetes .  E desembarquei na Union Station, em pleno coração de Toronto. Sabia que queria jantar num restaurante de baseball, já tinha comprado o bilhete para visitar as ilhas da cidade, e apesar de não estar muito entusiasmada, foi-me recomendado o Oceanário de Toronto, como uma das maravilhas da cidade. 

 

O fantástico relógio que se encontra no exterior da Union Station.

O fascínio que tenho pelas árvores vermelhas (maple tree ou ácer) do Canadá.

Por aqueles dias celebravam-se o Gay-tolerance-Day e até os carros dos bombeiros ostentavam a bandeira 

 

O ano passado tinha verificado que os Torontinos (ou Torontenses, não há consenso), cuidam dos seus espaços exteriores. Este ano voltei a confirmar que apesar do frio e da chuva, todos os recantos estão floridos. Gosto especialmente dos repolhos que aguentam firmemente todo o inverno sob geada e neve.

 

Alguns pormenores da cidade, uma das mais cosmopolitas do mundo.

Uma das primeiras avenidas o Mundo com passadeiras transversais, tal o movimento que tinha. Ainda hoje se mantêm o movimento e as passadeiras, ainda que os túneis subterrâneos tenham retirado muitos peões da superfície.

Perto, fica a Yonge Street, a rua mais extensa do mundo, com quase 1900 km de extensão. É um rua bastante movimentada, a nível de pessoas e veículos e várias lojas vendendo de tudo um pouco. Nela se encontram o Eaton Centre, Dundas Square, Hockey Hall of Fame e a sede do Toronto Stars.

Uma visita do Porto de Toronto, onde se ia iniciar o passeio de barco no lago Ontário.

 

1.jpg

E esta era especificamente para mim, não acham? Claro que segui as indicações!!

 

Não percas o próximo post com o passeio de barco e a ida ao Oceanário! 

12 comentários

  • Imagem de perfil

    Happy 04.12.2018

    Talvez um dia. Não há que desesperar. O futuro às vezes dá voltas!
  • Sem imagem de perfil

    Nuno 04.12.2018

    Era preciso uma grande volta ru já perdi a esperança 
  • Imagem de perfil

    Happy 04.12.2018

    Perder a esperança om a tua idade??
  • Sem imagem de perfil

    Nuno 04.12.2018

    E assustador mas eu já nem do fundo do posdo quero sair já não me sinto com forças para trepsr a escarpa e só mebos aqui no fundo já ndo caio outra vez pise parecer assustador mas é mebos doloroso sobreviver do que te tar viver 
  • Imagem de perfil

    Happy 04.12.2018

    Não sei como te sentes, mesmo. A verdade é que a vida sempre me correu bem, mas sei que a vida é madrasta para alguns...
  • Sem imagem de perfil

    Nuno 04.12.2018

    A vida nem sempre te correu bem de certo tiveste a tuas contrariadas mas tal como o teu heterónimo diz és a happy estas de bem com a vida sorris lhe mesmo quando te dá pedras eu não eu tenho tendências depressivas até posso ter problemas menores que muita ge te mas não tenho força para os enfrentar e os wuw me rodeiam só criam um ambiente pior em vez de ajudarem mas a culpa é do minha de msis ninguém. 
  • Imagem de perfil

    Happy 04.12.2018

    Certo, já perdi a minha quota de pessoas, já vivi momentos difíceis, mas o meu temperamento é colocar o barco de novo no mar e seguir!
  • Sem imagem de perfil

    Nuno 04.12.2018

    O meu não vês o problema é esse quando me dizem que a pessoas pior que eu eu respondo mas eu sei e isso não me serve de consolo pelo contrario eu odeio o mudo em que vivo por ver tantas injustiças tanta solidão. Sou uma pessoa que no dia a dia põe uma capa dura reservada e um sorriso mas que por dentro chora cupiosamebte a solidão só para teres noção o que eu mais desejava para o natal era poder ter a mulher eye amo e a filha dela perto de mim poder os pasar o natal juntos como uma família era a única prenda que queria mas que sei que nunca irei ter não sou a pessoa com mais problemas no mundo e jamais me achei um coitadinho apenas ndo consigo ser feliz sem o que de fsdyo me faz falta e nunca tive 
  • Imagem de perfil

    Happy 04.12.2018

    Às vezes, é preciso perceber se o que se ama está de acordo com a realidade. E com já te disse uma vez, fazer depender de uma pessoa, o peso da nossa felicidade é quase insuportável.
    Olha a lição que a Mula aprendeu recentemente...
  • Sem imagem de perfil

    Nuno 04.12.2018

    A mula precebi que ndo era feliz com aquela pessoa mas pelo que li (e posso estar errado) ali foi o amor que se é atingiu da parte dela não foi una questão de dependência, eu precebo o que queres dizer mas quando se perde um autêntico anjo da guarda perdes tudo quando aquela pessoa é o nosso mu do o chão escapa não deveria ser o meu mundo todo focado nela até porque é um sufoco para ela mas o que é facto é que o apoio o carinho e o amor dela me faxia ter força para mudar o rumo das coisas da minha vida e neste mo e to não tenho apoio de ninguém pelo contrario 
  • Imagem de perfil

    Happy 12.12.2018

    Um dia perceberás....
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.