Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

A mulher do viajante no tempo

images.jpg

 Este filme passou na televisão em Janeiro no canal Hollywood. Na altura gravei-o mas não tive tempo de o rever. Sim, porque me lembro de o ter visto há uns anos e de o ter adorado.

Aquele tipo de filme em que andamos um pouco perdidos e temos de usar os neurónios para perceber o filme? Gosto desse género! Portanto queria revê-lo.

 

Ontem às 21h30 tive uma reunião por vídeo conferência e apesar de ter durado bastante, foi também um pouco stressante pelo que a seguir não conseguia adormecer. Resolvi ver o filme. Voltei a gostar.

 

Um pequeno resumo: Henry sobrevive aos 6 anos, ao acidente de automóvel que causa a morte da sua mãe, momento em que tem a sua primeira experiência como viajante do tempo. Devido a um raro problema genético, ele faz viagens ao passado e mais tarde, ao futuro e é assim que, reencontra a mãe pontualmente e, conhece Annette, ele adulto e ela ainda uma menina, mas já o grande amor da sua vida. 

No dia em que, finalmente, ambos se reencontram no presente e nas idades convenientes (esta é a parte mais complicada de compreender), casam. Um casamento complicado porque as constantes separações e ausências de Henry, sem pré-aviso ou controlo, são desgastantes e quando ela engravida, perde os primeiros bebés porque também eles são viajantes no tempo e quando se ausentam, provocam o parto prematuro. Muito interessante.