Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

As vias de comunicação com neurónios

A semana passada, estive a fazer uma tradução nas minhas horas vagas. Quase a terminar, deixei para o fim de semana, dedicar mais uma ou duas horas à revisão do texto.

À noite, sentei-me no sofá, liguei a tv, escolhi um programa que bastasse ouvir e dediquei-me à tradução. Fui relendo e fazendo algumas alterações. De vez em quando salvava a coisa.

(Já de manhã tinha aberto uma janela a avisar que havia um update do windows 10 agendado. Como de manhã estava com tempo, cliquei no ok. Começou a fazer a actualização e acabou por dar erro ao fim de uns bons minutos). 

 Ao fim de algum tempo abre de novo aquela janela da actualização. Fazer agora ou daqui a 1 hora? Escolhi adiar. Ao fim de uma hora, abre de novo a janela. Escolhi adiar novamente. Sem dar conta, passou mais uma hora e eu já na formatação final. A um dado momento, vou clicar no enter no momento em que abre a janela de novo. 

Resultado de imagem para dedo na tecla enter

Ainda tentei não clicar na tecla do enter pois ia activar a actualização "agora", mas too late. Ainda vi (quase em slow motion), o dedo a dirigir-se devagarinho à tecla, tocar-lhe e pressiona-la, sem que eu conseguisse evitar. Parecia um filme! 

Já vos aconteceu? Depois de dar uma ordem ao dedo, já não há forma de a cancelar, se for eminente!

 

Claro que hoje de manhã, quando voltei ao computador, consegui resgatar um texto que foi salvado automaticamente, mas tive de refazer cerca de 20 minutos do trabalho de ontem!

14 comentários

Comentar post