Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

Correio em declínio

1.jpg

Percebe-se que os correios estejam em declínio. E não falo apenas dos nossos. Falo de uma forma geral e global.

 

Porque ontem quando cheguei a casa tinha um postal de um amigo que o colocou em Milão no dia 7 de Dezembro e chegou ao Algarve a 25 de Janeiro... parece ser demasiada negligência.

Ainda procurei por outros selos, para perceber se deu a volta ao mundo... 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Happy 29.01.2018

    Pois, mas a experiência diz-nos que tudo o que é privatizado só se mantém se for rentável...
  • Sem imagem de perfil

    Vigia Coelhos 30.01.2018

    Neste caso não poderia haver maior rentabilidade.
    "Em 2016, os CTT distribuíram 74,4 milhões de euros em dividendos; nesse mesmo ano, reportaram lucros de 62,2 milhões de euros"
    Champalimaud é o maior acionista dos CTT com 12,43% do capital e admite que houve “desagrado” com a administração “quando foram feitos num ano dois profit warnings (revisão em baixa das previsões dos lucros”, provas de falhas internas de controlo, de gestão e de conhecimento”. “Os acionistas estão descontentes com a evolução da cotação e com o profit warning, isso é inegável e indiscutível“, alerta. Porém, o fundador da Gestmin garante que “agora está tudo tranquilo e confortável”.

    Tudo tranquilo e confortável para todos menos para os cerca de1000 funcionários que vão para o olho da rua e não viram um cêntimo dos 74,4 milhões de euros em dividendos e dos 62,2 milhões de euros de lucros.
    Pimenta no rabinho dos outros é refresco para os accionistas"
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.