Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

Desafio das 52 semanas - Semana 13

52.0.JPG

Fico envergonhada quando...

 

Confesso que já fiquei envergonhada quando me elogiavam, mas ao longo do tempo, comecei a ver isso como um mérito. E quando vês que o teu esforço é recompensado, ou que o trabalho que fazes te devolve elogios, esse deve ser um bom sentimento e não algo que te faça corar.

 

Fico muitas vezes envergonhada. Ainda ontem fiquei. Quando soube que a poluição do rio Tejo tinha sido reduzida de uma multa de 12500 para 6000 e depois para uma repreensão escrita. A sério?? Isto é para nos envergonhar a todos. Envergonhar o Tribunal. Envergonhar a empresa por não ter vergonha de ter recorrido.

 

Fiquei envergonhada com os incêndios do ano passado. Com o facto de andarmos há 15 anos a empurrar os fogos com a barriga. Em 2004 e 2005 foi elaborado o plano nacional de defesa da floresta e depois o governo que tomou conta em 2006 teve medo de ferir susceptibilidades e foi enfiado na gaveta. Ainda está e estará porque para mudar alguma coisa, não basta limpar matas. O problema é maior do que isso. Tem a ver com técnicos de fogo, tem a ver com profissionalização, tem a ver com equipamento, com comunicações, com hierarquias. E isso não está resolvido para 2018. Aliás nem estará resolvido daqui a 10 anos.     

 

E fico envergonhada com tanta outra coisa neste país. Com o facto de sermos 10 milhões e ninguém aparentemente estar preocupado em implementar políticas para evitar que sejamos apenas 7 milhões em 2100. Ou que em 2030 (daqui a 12 anos!!!!), 40% da população tenha mais de 60 anos. Lembro-me do Baby-boom que a França teve nas décadas de 70 e 80, em resultado das políticas implementadas. Outro baby-boom importante foi depois da Segunda Grande Guerra. Portugal tem passado ao lado de tudo isso e o resultado está à vista: somo o segundo mais envelhecido da Europa e o sexto a nível mundial. Para onde caminhamos?

 

 Estes são os principais, porque vergonhas pessoais, são geridas de acordo com a nossa personalidade, agora vergonhas nacionais que mexem com a nossa vida e a dos nossos filhos e netos, são geridas a partir de gabinetes.

 

 Neste TAG participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, o Carlos, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, o David, a Fátima, a Gorduchita, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, oP.P, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana, a Tita e o Triptofano 

(nomes ordenados alfabeticamente)

Espreitem o que cada um de nós vai respondendo ao longo do ano também podem espreitar pelo tag  52 semanas

8 comentários

Comentar post