Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

Desmistificar a vitamina D

Todos já ouviram falar na carência de vitamina D que afecta grande parte da nossa população. E eu já me tinha perguntado, como seria possível. Tudo bem, que as pessoas (crianças) cada vez mais passam tempo dentro de quatro paredes, mas ainda assim... custava a engolir os números! 65% de défice a nível nacional?? 

 

Até que há dias li uma reportagem sobre o assunto. Confesso que há umas boas semanas, já tinha ouvido um médico vir à televisão dizer que devíamos atentar na quantidade de protector solar que usamos. Que a primeira hora na praia não se deveria colocar nada (desde que não se chegue às 12h30 como vejo tantas vezes...) e deixar o organismo absorver a vitamina. 

 

E esta reportagem é bastante elucidativa e informativa.

Diz este médico que abusamos hoje da protecção. Que o sol é fundamental para termos bons níveis de vitamina D.  E que esta vitamina é fundamental para a capacidade de defesa do organismo. Sabiam por exemplo, que uma das causas do cancro do cólon e da mama, é a carência de vitamina D? Igual para os enfartes de miocárdio. E infecções. E cansaço extremo.

 

A importância da vitamina D advém do facto de quase não ser processada pelo organismo. Apenas 5% provém da alimentação (peixes gordos, ovo escalfado), tudo o resto é da responsabilidade do sol. Ora se não apanhamos sol... adivinhem...

 

Como se processa?

A radiação solar entra na pele e a maior parte vai para o fígado. A transformação em substância activa é feita no rim e vai sendo libertada diariamente nas doses necessárias. Funciona como reservatório. Ora se estivermos sempre protegidos, não acumulamos vitamina suficiente para as nossas necessidades.

Por isso é tão importante apanhar sol até ao meio dia, pelo menos uma hora.

Agora, factos que eu desconhecia:

- Nos idosos a pele já não processa a vitamina D e essa carência tem sido associada ao aumento de mortes por doença cardíaca. Devem por isso tomar gotas como suplemento diário. Essas gotas custam 4 euros e devem ser tomadas 3 ou 4 por dia até ao final da vida. Ora os meus pais têm 70 e tal anos. E nunca ouviram falar em tal! Pasmemos!!!

- O sol que fornece a vitamina D é o sol da manhã: apenas das 9 às 12h. à tarde, já não tem qualquer efeito neste aspecto!

 

Gostei de ler e gostei da informação e mais uma vez, me parece que há muita desinformação ditada pela publicidade e pela necessidade de lucro. No entanto, o papel da DGS deveria ser fundamental na divulgação!

Quando temos uma população envelhecida, das mais doentes da Europa, a viver num dos melhores climas, temos a certeza de que alguma coisa está a falhar!

 

Dados da reportagem da Sábado 791, em entrevista ao Dr. Fernando Ramalho.  

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.