Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

O meu pente indiano

 IMG_20180430_092045 (2).jpg

 

Comprei este pente em Outubro do ano passado, quando estive na Índia.

Foi-me aconselhado numa feira de produtos regionais e como gosto de produtos de madeira e o meu pente estava partido (ainda dava e dá - está no saco do ginásio para a eventualidade de lavar lá a cabeça algum dia), lá o comprei.

 

Foi-me vendido depois de apregoarem as vantagens da madeira de Sândalo 100% natural. Todos os seus benefícios. E eu apesar de céptica, como o valor era irrisório para nós Europeus, lá o comprei.

Que me lembre, o que me foi dito é que o pente tem dentes grossos, a madeira é trabalhada pelo que não agride os fios, tem um efeito anti-estático imediato e os óleos que liberta têm um papel activo na queda do cabelo.

 

Eu só uso pente sobre cabelo molhado, já que quando está seco, uso escova. Mas a verdade é que estou muito satisfeita com ele. E por isso mesmo fui pesquisar.

Pelo que li, esse tipo de madeira pode ter uma profunda influência na saúde dos folículos. Por exemplo, pentes baratos danificam o cabelo e este tipo de pente distribui uniformemente óleos naturais, produzindo uma aparência simétrica, brilhante e atraente. Para além disso, evita a quebra do folículo, a obstrução e a electricidade estática. 

Ao contrário do metal e do plástico, um pente de madeira é fácil no couro cabeludo.


Não sei se esta explicação tem alguma coisa de verdadeira. Mas que noto diferença quando penteio o cabelo molhado com ele, lá isso noto!

18 comentários

Comentar post