Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

Pérolas

No sábado, na região das vinhas de Bordéus, uma reunião. Só homens e eu. 

Levava num pulso o relógio e no outro umas escravas fininhas e duas pulseiras de pérolas de água daquelas com fio de pescador elástico (as meninas saberão do que falo). 

Não sei como aconteceu, mas de repente a pulseira de pérolas mais pequenas rebentou e era ver perles como os senhores diziam a saltitar pela mesa, pelo chão, pelo arranjo que estava na mesa. E sem saber como, lá estávamos todos de rabo para o ar a apanhar as ditas pérolas, a retirar as coisas do arranjo e sacar as que tinham caído lá para dentro. E depois, onde guardar? Não havia nada. Mas as mulheres são práticas, certo? E toca a agarrar uma garrafa de água vazia e jogar lá para dentro as pérolas d'água.

Fico sempre super encabulada quando acontece assim alguma coisa, porque até nem sou nada desta coisas femininas e chamar a atenção com elas, não me entusiasma muito. Até porque como já vos disse, movo-me num mundo de homens...

 

Portanto só sobreviveu a das pérolas maiores, com a pedra cinza. Devia tê-la arrumado na mala, mas optei por mantê-la no pulso . Ontem, quando estávamos de volta do porta-bagagem, eis que rebenta a outra! Mas como é possível??? Tenho estas pulseiras há uns dois anos e nunca tinha acontecido... Só posso deduzir que com o calor, o fio ressecou e ao menor obstáculo, rebentava.

Então de novo, lá ficámos de volta do porta-bagagem, a retirar as malas todas para apanhar as pérolas todas. Para onde? De novo para uma garrafa vazia 

IMG_20170529_074500 (2).jpg

 

12 comentários

Comentar post