Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

happyness is everywhere

O Povo português é essencialmente cosmopolita. Nunca um verdadeiro Português foi português: foi sempre tudo. FP

happyness is everywhere

Relações instantâneas?

Há 3 meses escrevia assim. E custou-me. E chorei. E solidarizei-me. E a dor, meus Deus, a dor era excruciante. O amor de uma vida que se foi.

 

No casamento de sábado, voltámo-nos a reunir todos. Inclusivamente alguns amigos de Lisboa que pelo telefone tinham invadido a nossa coroa de flores e se juntaram na nossa prova de amizade e reconhecimento do amor perdido. No sábado, foi dia fazermos contas. 5€ para aqui, troco para ali. Mostrávamos a foto da coroa a quem nunca a tinha visto, quando entra o nosso amigo enlutado.

 

O do telemóvel saca do telemóvel para lhe mostrar quem tinha participado. Sim, porque no dia do funeral não houve disposição para tal veleidades. Felizmente, o amigo enlutado voltou-se para mim primeiro. Repenicou-me dois beijinhos e depois abriu alas para uma senhora. A irmã, pensei, na minha santa inocência. - Quero apresentar-te a minha Lady!

 

O meu amigo do telemóvel tratou de arrumar o telemóvel (e na primeira oportunidade apagou a foto) e alguém me abraçou para dizer : fecha a boca!, tal era o meu espanto...

 

E foi num misto de incredibilidade e de leveza que nos vimos todos a dizer:

- Quando esta morrer, não há cá flores para ninguém! Agarramos no dinheiro e no dia seguinte, levamos o gaginho para beber uns copos. Pelos menos sempre lucramos alguma coisa com isso!!

 

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.